Sejam Bem-vindos
ao nosso Portal de
Notícias

Entenda o risco à saúde causado pela falta de mobilidade do idoso!

Conforme envelhecemos, nosso corpo vai se transformando aos poucos, trazendo algumas mudanças que nem sempre são benéficas, como por exemplo, a falta de mobilidade que afeta a locomoção.

Continue lendo para entender mais sobre esse assunto!

Entenda melhor os problemas relacionados à locomoção!

Os problemas relacionados à falta de locomoção e mobilidade, se manifestam das mais diversas maneiras, podendo se revelar por meio de uma instabilidade ao caminhar até a dificuldade de se sentar. 

Isso acontece porque com envelhecimento o nosso corpo perde água e consequentemente fica mais fraco, trazendo a tona problemas nas articulações, fraqueza muscular, falta de coordenação, dores e vários problemas neurológicos.

Quais são as consequências da falta de mobilidade?

O fato de a pessoa idosa ter problemas de mobilidade e dificuldade para se locomover, afeta muito o seu estado saúde como um todo, trazendo consequências psicológicas, sociais e físicas. 

Também traz à tona o sentimento de incapacidade, já que a pessoa idosa passará a depender de outra pessoa para realizar atividades básicas.

Porém o maior problema ligado a falta de mobilidade, é as quedas, que podem muitas vezes resultar em fraturas graves. Assim, o idoso tende a se limitar com medo de uma queda, o que o deixa deprimido.

 Além disso, a dificuldade de locomoção desperta o surgimento de outros problemas. 

Alguns pesquisadores da Universidade do Alabama, nos Estados Unidos, analisaram uma série de estudos relacionados à locomoção da pessoa idosa com o passar dos anos.

A partir disso, eles descobriram que fatores comuns levam a perda da mobilidade, como o avanço da idade, falta de exercício físico, obesidade, pouca resistência e falta de equilíbrio. Além disso, foi observado que algumas doenças crônicas como diabetes e artrite, também podem agravar o problema.

É possível prevenir a dificuldade de locomoção?

A principal causa da perda da mobilidade é o envelhecimento, que não pode ser evitado. Porém, é sim possível prevenir a falta de mobilidade, isso porque as pessoas que possuem um envelhecimento ativo praticando exercícios, podem prevenir o surgimento da falta de mobilidade.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), realizar atividades físicas regularmente aos 50 anos, pode prevenir os efeitos do declínio físico, psicológico e social.

Priorize a locomoção contra o isolamento de idosos

Como incentivar o idoso a não se isolar?

Para combater o isolamento do idoso que apresenta problemas de mobilidade, basta adotar alguma atitudes, para fazer com que a pessoa idosa se sinta segura para caminhar novamente.

Para isso você pode realizar algumas adaptações na casa do idoso, para que ele se sinta mais independente e prestativo, as principais são:

  • Evite colocar tapetes pela casa e, mas se você optar por colocá-los, dê preferência para os tapetes antiderrapantes;
  • Crie caminhos de luz, para tornar deixar a cas bem iluminada, deixar a janelas abertas também é uma boa opção;
  • Troque os calçados do idoso para sapatos com solado antiderrapante;
  • Instale barras fixas no box e ao lado do vaso sanitário, também coloque corrimões em degraus e rampas;
  • Incentive que o idoso pratique atividades físicas, mas antes consulte o seu médico para descartar qualquer dúvida, e não se esqueça de pedir recomendações de exercícios;
  • Conte com um fisioterapeuta;

Aqui na Lótus Residencial Senior, contamos com fisioterapeutas que atendem os nossos pacientes para preservar o seu bem-estar e a mobilidade. Que tal conferir? Entre em contato conosco e agende sua visita!

Referência: https://lotusresidencial.com.br/envelhecimento-ativo/

Portal de Notícias Lótus