Sejam Bem-vindos
ao nosso Portal de
Notícias

Os efeitos da Terapia Ocupacional no paciente com Doença de Parkinson 

A doença de Parkinson é uma doença neurodegenerativa, progressiva que afeta principalmente a parte motora, causando tremores, lentidão ao realizar alguns movimentos, desequilíbrio postural, rigidez muscular e muitos outros sintomas que afetam o dia a dia dos acometidos pela doença.

O que faz um Terapeuta Ocupacional?

O Terapeuta Ocupacional é o profissional responsável por reabilitar e prevenir algumas doenças por meio de algumas atividades, sendo que ele é um grande aliado para as pessoas que sofrem com a doença de Parkinson. 

Conforme o andamento do tratamento e com a atuação desse profissional, o paciente logo poderá realizar algumas atividades básicas com autonomia e independência.

Esse profissional trabalha com diversas técnicas e recursos terapêuticos que reduzem os sintomas de doenças, permitindo que a pessoa volte a realizar algumas atividades, como se alimentar sozinho, realizar sua higiene pessoal e muito mais.

Com a chegada da doença de Parkinson o paciente é afetado rapidamente, sendo impedido de realizar suas atividades rotineiras, por conta da imobilidade.

Como o Terapeuta Ocupacional pode agir?

Por meio de diversas técnicas adaptativas, a terapia ocupacional é capaz de reduzir consideravelmente os tremores, com a indicação de talheres específicos, apoios antiderrapantes pelo ambiente, algumas adaptações para realizar as higiene pessoais e muito mais. Confira um pouco mais sobre o trabalho de um Terapeuta Ocupacional:

Auxílio durante o desenvolvimento da destreza manual e coordenação manual

Através da realização de atividades que sejam interessantes para o paciente, como por exemplo a pintura.

Avaliação do ambiente domiciliar e orientações sobre como deixar o ambiente mais seguro e adaptado para o paciente

Isso tudo para que ele tenha mais acessibilidade e segurança ao caminhar, podendo também ser indicado o uso de bengalas ou andadores para prevenir quedas e para que o paciente não se sinta limitado.

Prevenção a quedas ou acidentes domiciliares 

Para que o paciente não tenha nenhuma queda, é extremamente importante eliminar qualquer tipo de barreira, como escadas, desníveis, pisos lisos e outros. Além disso, pode ser necessário a instalação de barra de segurança no box do chuveiro e de corrimões nos corredores, rampas e onde o paciente sentir necessidade.

Alterações nos móveis 

É importante se atentar às coisas mais básicas, como a altura da cama, cadeiras, sofás, poltronas, assento sanitário e qualquer outro lugar que esteja desconfortável ou até perigoso para o paciente.

Reorganizar a rotina do paciente

Para isso pode ser recomendado a realização de algumas atividades, como jardinagem, passeios, caminhadas e muito mais.

Aqui na Lótus Residencial Senior, nós também contamos com os serviços de terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas, para que todos os nossos pacientes possam ser reabilitados e ainda se prevenir contra diversas doenças.

Além disso, nossos cuidadores e enfermeiros estão 24 horas por dia, cuidando e observando os nossos pacientes, e ao menor sinal de que algo não vai bem, imediatamente a nossa equipe médica é acionada para diagnosticar e tratar o paciente. 

Que tal conhecer mais sobre os nossos cuidados e proporcionar um cuidado de máxima qualidade para o seu ente querido? Entre em contato conosco e venha nos conhecer!

Referência:

https://sbgg.org.br/a-intervencao-da-terapia-ocupacional-junto-ao-individuo-com-da-doenca-de-parkinson/

Portal de Notícias Lótus